quinta-feira, 7 de abril de 2011

Um passeio para passar o tempo

Passou pelo Paço em passos largos.
Ficou irritado com o som de seus passos
que estavam desritmado. Ouçam: Tok, tok, top, pot.  

Entrou no Saloon, bebeu cerveja. Matou a sede.
Saiu do Saloon, ficou assustado. O que é aquilo?
È um lagarto, nossa que barato.
Entrou no Saloon, bebeu mais cerveja. Matou a covardia
Saiu do Saloon, ficou sossegado. Matou o lagarto

Largou o lagarto largado.
Sempre preferiu matar gado.
Foi embora com os passos desritmados.

17 Diga lá::

Andreia Flor Morena - flormenina20@yahoo.com.br disse...

Gostei do poema pq não é um poema de que e espera o fim. é como uma nova história surgindo da tragédia do pobre réptil, de certa maneira lembro do filme eu, eu mesmo e Irene no qual o personagem exprime sua raiva e sai co brando respeito. poe seu ID pra fora e se arregaça em sentimentos fora de si. Nada além de ser Humano. Nada.
Bjos

karinacasola disse...

Realmente seus poemas tem originalidade, estilo.


http://karinacasola.blogspot.com/

Lipe :D disse...

Curti, e não é bem o tipo de leitura que me agrada, mas ficou legal x)

Marcelle (Celle) disse...

Gosto dos seus recursos de estilo. A sensação de continuidade deixa o final por conta do leitor...adoro!

☆Anjo☆ disse...

Oi Filipe, ótimo texto, mas coitado do lagarto! rsrsrsr
Te indiquei 02 selos passa lá no meu blog e confere!!
beijinhos, bye e Bom final de semana pra ti!!!!!

Daniel Coelho disse...

Bem, não curto muito poemas, prefiro leituras mais dinâmicas, mas achei os seus bem interessantes. Curtos, leves e divertidos.

Poison-Mandy FPB disse...

Gostei muito do poema! Me lembrou muito os textos da Lya Luft. Parabéns.

http://poisonmandyfpb.blogspot.com/

Lua ∞ disse...

É, acho que não vou cansar de elogiar a harmonia que há em suas palavras.

É muito talento pra uma pessoa só.

Lua ∞ disse...

É, acho que não vou cansar de elogiar a harmonia que há em suas palavras.

É muito talento pra uma pessoa só.

SoweluS disse...

Olá, me dei ao luxo de olhar alguns de seus poemas e, particularmente este me atraiu a atenção. Simples e de um ritmo interessante, você sabe escrever muito bem, não faz com que as rimas fiquem cansativas e dá um seguimento até meio humorísto a cena, parabéns!

OBS:
Senti pena do lagarto, rsrsrsr.

Abraços

Filipe Dias disse...

RSr. Esses caras gosramd e matar lagarto assim sem nada, né?
Obrigado pelo comentário

louany2011 disse...

gostei, muito interessante o final
!

www.filosofandoonline.com.br disse...

Inocente e puro, mas não besta.

É... bonitinho.



Samuel

www.filosofandoonline.com.br disse...

Seguindo seu blog. Siga-me também :P.

Samuel

Falaê Mulher disse...

parabéns pelos poemas.
Ótimo blog.


Blla
http://falaemulher.blogspot.com/

Rubi disse...

É sempre bom ler coisas novas. (Que não falem de amor e sofrimento) Gostei!

lollyoliver disse...

Gostei.. Um poema de um assunto diferente!
http://lollyoliver.wordpress.com/

Postar um comentário