quinta-feira, 5 de maio de 2011

Por que nunca lhe dei flores?

Lá se vai o cavalo marinho roubar barbante
para brincar de pular corda.
Brincou a tarde toda. Brincou a noite inteira.

Lá se vai o cavalo marinho colher algas,
para sua amada cavalinha.
Colheu de todo tipo, colheu de toda cor.
(mentira só tinha verde)

Foi pra casa.
Chegou cansado.
Era a ora do jantar.
Ficou com fome, comeu o H.

9 Diga lá::

Tatyana disse...

Hahahaha Bora Filipe :)
To indo pra França, Itália e Israel em outubro...só pegar a mochila e embarcar.

Obrigada pela visita.
Achei o post muito fofo, eu ri!

bjaooo

visite sempre:
www.equemnaoamaviajar.blogspot.com

Bruna Lorena disse...

Filipe está muito bom =)

PapoBacana disse...

que lindooo...
adorei...
muito meigo...

Samir . disse...

Filipe, gostei bastante do texto, bem redigido e muito bem escrito.

J. Sampaio disse...

Hahaha. Muito bommm!!!

Fofo e ao mesmo tempo cômico. *-*

poeticadepensee disse...

Muito bom o texto! (:

Passa lá no meu blog que tem um selo pra você, por esse espaço de textos super bacanas!

Rubi disse...

HAHAHA Super criativo!
Como foi dito, é fofo e cômico HAHA

www.Mundodse.com disse...

Hey hehe, I like this!

Bem legal mesmo, bem escrito e com leve tom cômico.

Abraço.

lollyoliver disse...

Está muito bom esse poema, gostei demais!
http://lollyoliver.wordpress.com/

Postar um comentário