quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Vibração em Dó maior

Um cientista, poeta da relatividade, sonhou que escrevia:
   [em números]

Segundos negativo, tempo que regressa, deixa velho o que se pode ver.
Não é onda, não é físico, mas deixa velho o que vai nascer.

Ah! Se os ponteiros voltassem, se a contagem fosse regressiva.
Ah! Se fosse tempo de controlar o próprio sonho
                                                              [Se todo sonho fosse progressivo] 
Sonharia em acordar agora.  Engarrafar os minutos e joga-los ao mar.
Ouvir a música para viajar no tempo.
Tatuar em meus ossos A Teoria Relativa Da Música
                                                       [vibração da pele em Dó maior]
Mas a música não faz TAC TIC.

Despertador toca Bowie acorda o sonhador.
                                          [Afinal acho que tem TAC TIC nesse som]

5 Diga lá::

Marilia Tasso disse...

Gostei! Já quis voltar a um sonho que tive, fiquei muito chateada quando acordei e percebi que era sonho, queria voltar nele.

Bel@ & Antenada disse...

Quem já não teve essa sensação, não é?!!
Muito bom!

Rodrigo Ferreira disse...

Essa sensação de continuar o sonho se pudesse. Mas a vida é assim, seguida em frente. Gostei demais daqui.

http://rodrigobandasoficial.blogspot.com.br/

Agnes disse...

Seu texto tem ritmo, é denso e prende a atenção.
Parabéns!
http://dezesseisdemaio.blogspot.com.br

Tammy Diktiva disse...

O tempo é cruel .. e sonhar, ahh se os sonhos ficassem ali, eternos, ou se ao menos pudéssemos sonhar e realizar alguns sonhos, ou se ao menos pudéssemos voltar no tempo. Ahh são tantas opções, tantas coisas a se querer ...
O jeito é seguir.

Postar um comentário