segunda-feira, 4 de julho de 2011

Sem falar do sujeito.

“Tu, vós, vossa”.

Cansei de ler poemas simétricos,
Quadrados, feitos com réguas, compassos.
Poemas novos querendo ser velho,
Adjetivo antes do substantivo:
“Bonitos olhos de sua formosura”
“Formosura”, cansei disso também.

Cansei dos poemas de
Pôr-do-sol de uma tarde triste.
De orvalhos da madrugada fria.
De janelas fechadas com passos da rua.
De gotas de chuvas nojentas  que tocam música clássica,
Num belo ritmo feito por Deus, ou seja lá, quem.

Prefiro os poemas que
Mergulham seus corações em vitamina C
Para evitar a oxidação.
Os que viajam no tempo,
Os que tiram batuque da lata do lixo,
Os que falam de Amor sem culpa alheia e sem lágrimas.
Os que não querem rimas,
Os de boca suja.
Os de olhos cegos.
E de sonhos tortos.
Mas entre minhas preferências,
A principal é não ser chamado de poeta,
Não quero correr o risco de encontrar comigo
E me conhecer errado.

56 Diga lá::

Thiago Barradas disse...

Se cansou porque escreves? A vida é arte, a vida é expressão. Enquanto conseguirmos atingir os outros com nossas palavras e conseguirmos ter um impacto social importante nessas pessoas, acho que vale =]

Arash Gitzcam disse...

poesia é boa brisa...

Almir Ferreira disse...

A poesia é justamente isso, no meu modo de ver. reflete o sentimento do poeta inconformado.

Gostaria de pedir que votasse no meu blog para o Top Blog também. Acabo de votar no seu.

Grande abraço.

Rama na Vimana
http://ramanavimana.blogspot.com/

folhetimdefilippe disse...

Parabens.... boa poesia...


http://folhetimdefilippe.wordpress.com/2011/07/04/a-magia-da-danca/

Taís disse...

nossa, que lindo! Você escreve muito bem, sabe colocar cada palavra e formar uma ótima mensagem.

§Anjo§ disse...

Oi Filipe, como sempre me surpreende! Adorei o texto, poeta!
Tem selinho pra vc lá no meu blog, passa lá pra conferir... Muitos beijinhos, bye
Anita do diarios-do-anjo.blogspot.com

Thaís Livramento disse...

Olá! Tem uma TAG pra você em meu blogger (www.sinaisdemimtl.blogspot.com)
Eu adorei fazer, espero que curta também!
Besos,
TL. ;-)

Jéssica :) disse...

Belo texto.

Urbano disse...

"Cansei de ler poemas" olha cara... vc não sabe o quanto eu concordo contigo!

@laaismilani disse...

Adorei (:

diogo disse...

bela metalinguagem, critica e poesia na medida certa
vou colocar seu blog no meusfavoritos, gosto muito dele
http://alem-da-pele.blogspot.com/

Vitor disse...

parabéns pelo blog!
abraços

http://desenvolvimentoinfo.blogspot.com/

Garotas do Século disse...

ual, que demais .. adorei!!
muito bem feito.
Abraços

Maciel disse...

Oii estou te seguindo!
Ficarei muito feliz se vc visitar o meu blog e me seguir tb :)
Bjs

http://conversadeblogueiro.blogspot.com

Viccitor disse...

Não me sinto cansado assim como você, mas muito bem.

Fernanda disse...

Filipe, achei FANTÁSTICO o poema; não te canses do que escreves, porque é texto dos de melhor qualidade, um dos mais tudões que já vi. Se me permite uma criticazinha, acho que a última estrofe poderia ser um bocadinho mais impactante. Mas achei tão incrível que vou copiar e, talvez, até use em sala de aula. Beijos, parabéns e sucesso!

Flávia Scáfura disse...

Adorei a forma como escreveu! Ficou bonito, mas acima de tudo, muito sincero! Sem exageros ou melancolia... Gostei muito! Parabéns!

www.mundodse.com disse...

Otimo, escrito numa linguagem simples, suave e que dá vontade ler.

Muito bom. =]

bia santos disse...

A sua canseira rendeu uma bela poesia...
Tão bela quanto a noite
Tão profunda como o dia

Nem quadrada, nem redonda...
Viajei tanto no tempo
Que de tanto ler fiquei tonta...

Coisas De Meninas disse...

gostei muito do blog, parabens (:

DanielVB disse...

Curti geral o poema!
Li o texto inteiro.
Geralmente leio alguma coisa do que a galera escreve, mas o seu li por inteiro.
Achei bem 2011 rs
Curti geral.
=]

Lorenna Guerra disse...

Amei, juro.

Você escreve muito bem.

Lorenna Guerra disse...

Depois, passa no meu blog
http://www.garotasdizem.com/

danielacristofoli disse...

adoro teu blog!!!
#fato!

http://etcmodaetal.blogspot.com/
qm qser q eu siga, é só m seguir e deixar um coments lá pedindo tbm!
farei com 4 contas!
beijos

Rubi disse...

Sempre me surpreendendo!
Há tempos que não passava por aqui, estava com saudades :)

Yuri Pedroso disse...

cara, vc é bom no que faz :)
continua, desista não, segue em frente

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Então descanse, ué.

Bruna Lorena disse...

Precisa falar que está perfeito? O melhor teu que já li. ;*

Fábio Alves disse...

Gosto de poemas "velhos", mas antes de tudo, gosto da poesia da vida, que sempre se renova.

Lilian Borges disse...

Gostei de como escreve... e apoio a mudança de estética rs
Mas não se canse do que escreve, talvez só precise de outra inspiração. Parabéns pelo blog!

Karla Hack dos Santos disse...

Eu não consigo cansar de ler o que vc escreve...
Mas, compreendo esta vontade de não mais seguir uma mesma linha que até pode soar infrutífera...

O importante é que escreva!

;D

Wanderly Frota disse...

Pelos poucos textos que andei lendo, percebi que há uma intimidade enorme entre você e as palavras; que consegues deixar os leitores atentos até o final, e isso é muito bom! Gostei mundo do teu espaço.
Parabéns mesmo!

http://distractingpages.blogspot.com/

Juliana Valério disse...

Cansou do que escreve? Primeira vez que venho no blog e a ultima frase que leio é essa kkkk' Adorei o jeito como você escreve. Adimito que de poema eu não gosto muuito mais tem aqueles que eu leio e gosto.

Eureka! disse...

Poema falando de poema! legal :D

Att.
http://desnoticia.blogspot.com/

Caroline disse...

Sei lá, odeio poema!!! Acho chique quem recebe e quem escreve. Não deixa de ser romântico... Mas não gosto!
Gosto de histórias e prefiro poemas tristes! Revelam a alma!!!

Meu blog: www.mensageirosdosventos24x7.blogspot.com

Cícero Barbosa disse...

rá! gostei.

Claudia Alves disse...

Brigada pela sua passadinha lá no blog.
Adoro poesias, ler e interpretar esses textos é bom demais, faz muito bem.
To seguindo
http://www.claudiaalvesinteriores.blogspot.com/

thetastofthink disse...

Belo poema,foi tu que escreveu?
se sim está de parabéns!
http://thetastofthink.wordpress.com/

Dona Ana Magos disse...

Também estou cansada. Ah, estou muito cansada, demasiadamente cansada, exaustivamente cansada... cansada de todas as mentiras poéticas.

Micael araújo Andrade disse...

Seu poema não é politicamente correto, por isso gostei dele!
Gosto de pessoas diretas e verdadeiras, poucas são!
Parabéns pelo blog!
Abração!

www.anjoguerreirodeluz.blogspot.com

Taciane disse...

Oi Filipe,

Muito bom. Eu ri. Ao longo do texto me identifiquei com quase todos os teus cansaços, embora não tenha me cansado de escrever sobre isso mas cansei um pouco de ler, sempre a mesma coisa. A mesma gota de orvalho, sempre! Mas isso é só hoje..amanhã os antigos poemas me voltam como novos...e surpreendente! Depende do dia, da emoção que conduz nossos olhos.
Bjinhos

http://indaial.tempsite.ws/caesegatos/

Micael araújo Andrade disse...

Oi amigo, já coloquei seu banner, abração!

jhon08 disse...

adorei ae vo indicar pro meu primo que gosta de ler tambem
http://jhon08.blogspot.com/

Macaco Pipi disse...

um dos mais importantes da oração!

Karina Lins disse...

Poxa amigo ,sim acho que quem cansa de tudo esta muito estressado para continuar seguindo o rumo de ser poeta...hehe...mais então amigo que tens em mente para renovar ein? se cansou de tudo isso deve ter algum motivo ou uma idéia mais precisa para se formar uma bela poesia? hehehe o que não dizemos quando estamos impulsivos não...cansar de tudo sem uma razão qualquer...
abraços

Karina Lins disse...

Oi Felipe bom dia, agora entendi a moral de seus versos, desculpe o longo comentario rs ! Compreendi que na verdade a poesia não precisa de rodeios de enfeites e muitas palavras pra chamar a atenção dos leitores, quando na simplicidade encontramos a beleza exótico e natural.

Angus Cailleach disse...

Gostei bastante. Não sou muito fã de poemas, mas sei apreciar, quando encontro algo que seja realmente bom.

Anônimo disse...

Diferente de tudo que já ví por essas bandas virtuais...parabéns!
http://instintosdeloba.blogspot.com/

Mosaicos de uma vida disse...

Lamento informar que continuarei chamado de poeta, pois não cansei do que escreves. rsrsrs

Fábio Flora disse...

Também adoro os... poetas, sim! que tiram poesia do batuque numa lata de lixo.

Gostei das imagens, do ritmo, da tentativa de fugir dos clichês.

"Poemas novos querendo ser velho[s]". Faltou um essezinho em "velho", não?

Abraços e sucesso!

Leandro de Morais disse...

Que poesia hem

http://leandrodemorais.blogspot.com/

Fabiane Daz disse...

Bem escrito, uma delícia de leitura! Abraço

Pat disse...

Você é um poeta nato...

Beijos

Jordana Sousa disse...

Um dos melhores textos seus q ja li.

Vilma Silva disse...

Adoro poesias!
seguindo
http://cosmeticosbelezasaude.blogspot.com

lollyoliver disse...

Sempre me surpreendendo com suas perfeitas poesia que cada vez que venho tem mais qualidade! Amei essa, muito linda!
http://lollyoliver.wordpress.com/

Postar um comentário